Ardhanarishvara - Ashram Brasil

Título 2

A rejeição: você está se sentindo rejeitado? o que fazer?

August 4, 2016

 

Se você refletir por alguns minutos sobre a sua história de vida, vai se deparar com situações em que foi rejeitado (a), e pode ser que naquele momento você nem se deu conta do que estava acontecendo.
Como podemos identificar a rejeição?

 

Momentos da sua vida em que o movimento de interação, integração, fusão e aceitação cessou, ou nem mesmo chegou a acontecer.


Depende de onde você está indo, qual o seu interesse, necessidade, vontade e simplesmente escolha. O consentimento de que aquilo que está por vir, ou está ali diante de você é necessário, faz com que você gere a expectativa de um retorno positivo, porém, quando essa resposta não acontece pode provocar sintomas da rejeição. A rejeição não acontece sozinha, pois ela é seguida de expectativa.

Quando você é afetado pelo estado de rejeição sem reconhecer fica mais difícil transcender o sofrimento. O sofrimento a longo prazo pode gerar uma desilusão social, recolhimento excessivo, dificuldade para se relacionar, falta de motivação, tristeza e angústia, que podem evoluir para uma depressão ou doenças psicossomáticas. 


O estado de rejeição é algo que afeta a mente através dos pensamentos e os sentimentos através das emoções e, um integrado ao outro leva às seguintes consequências:

 

- estado de desvalorização e abandono;
- sentimentos e sensação de inadequação;
- perda da referência emocional e confusão mental;
- vontade de desaparecer, ansiedade, irritabilidade e tristeza;
- (em alguns casos) náuseas, dores de cabeça e tontura; 


O gatilho de mudança para um estado tranquilo e otimista é reconhecer a falta de compatibilidade entre as partes e não necessariamente auto desvalorização.

 

Reafirme o seu valor, intenção e vontade; questione como você direciona o alvo. Você não escolhe e nem é escolhido: ambas as partes se atraem e o vínculo, projeto, amizade, amor e parcerias acontecem.

Para que isso aconteça naturalmente é importante definir exatamente quem você é, aquilo que sabe, se pode e onde quer chegar e então saber expressar através de uma comunicação eficiente.
Muitos desencontros acontecem pela falta de comunicação, que também é seguida por desentendimentos.

Quando sua percepção é realista, você sabe quando avançar e quando deve recuar. Agora se você estiver imerso em ilusão, descontrolado por desejos e necessidades emocionais, ou carente de algo urgente, é comum abrir uma brecha para situações onde você vai ser rejeitado.

 

O espaço para o sofrimento começa em você. O mal pode ser temporário basta você ressignificar os acontecimentos e redirecionar a sua energia.

 

O indivíduo tomado pelo estado de rejeição fica mais vulnerável, sujeito a comportamentos de autodestruição, como consumo excessivo de álcool, tabaco, drogas ilícitas, exposição a situações de riscos diversos. Portanto, reflita se hoje você apresenta alguns desses comportamentos e como é seu histórico de momentos de rejeição.
Quando a rejeição acontece no período de infância a longo prazo é importante a pessoa realizar algum tipo de trabalho terapêutico para limpar os registros e ressignificar algumas situações. Quando isso acontece é possível resgatar a autoestima, que é fundamental para o êxito nos projetos e relacionamentos.

 

Como terapeuta, eu indico a terapia de regressão de memória para liberação dos traumas e bloqueios provocados pela rejeição. 


Você é um Ser único, e por isso é especial, incomparável e exclusivo; sua beleza é autêntica e natural e quando se permite, é possível revelar um potencial nato. 
Seja, compareça e esteja!

Artigo: Terapeuta Elaine Lilli
www.institutouniao.com.br

Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

August 22, 2018

August 14, 2018

August 4, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags