top of page

ACUPUNTURA

O QUE É ?

A palavra Acupuntura origina-se do latim, sendo que acus significa “agulha” e punctura significa “puncionar”.

A acupuntura se refere, portanto, à inserção de agulhas através da pele nos tecidos subjacentes, em diferentes profundidades e em pontos estratégicos do corpo para produzir o efeito terapêutico desejado.

O tratamento pela acupuntura consiste no diagnóstico e na aplicação de agulhas em pontos definidos do corpo, chamados de Pontos de Acupuntura que se estendem pelos meridianos baseados na Medicina Tradicional Chinesa.

No Instituto União, utiliza-se o método da acupuntura sistêmica e eletro-acupuntura para alcançar os efeitos terapêuticos desejados.

                             

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                             Perguntas frequentes

Posso misturar outros tratamentos com a acupuntura?
Sim, é possível associar a acupuntura a outros tratamentos. Fisioterapia, remédios alopáticos, psicoterapia, homeopatia entre outros tratamentos são beneficiados pela associação com a acupuntura, ocorrendo desde a aceleração e a facilitação de processos ter
apêuticos até a redução das doses dos remédios utilizados.

O que não se deve fazer após uma sessão de acupuntura?
Mesmo depois da retirada das agulhas, os pontos continuam sendo estimulados por mais ou menos duas horas. Por isso, durante este período, evite molhar os pontos estimulados, ter relações sexuais, tomar bebidas alcoólicas, fazer trabalhos pesados ou comer excessivamente.

As agulhas são descartáveis?
Sim, as agulhas utilizadas são novas e descartáveis.

Uma aplicação de acupuntura é dolorida?
Geralmente não, pois as agulhas são muito finas e existe uma técnica para inserí-las. Nos pontos mais sensíveis é possível apenas sentir uma leve picada como um pequeno choque.

Como funciona e quanto tempo dura um tratamento com acupuntura?
Depende muito de cada caso. Geralmente, problemas físicos tais como dores nos ombros e tendinite levam entre 4 a 6 aplicações. Nos casos crônicos e nos problemas emocionais utilizamos métodos adicionais. A aplicação costuma ser semanal, entretanto em casos mais graves recomendamos a frequência de duas aplicações semanais

 

O que pode se tratar?

 

 

Sistema Músculo-Esquelético e Reumatologia: dores ósteo-musculares, patologias miofasciais, tendinites, bursites, LER/DORT, fibromialgia, distensões musculares, coadjuvante em fraturas, dores crônicas pós-cirúrgicas, coadjuvante nas patologias do colágeno incluindo Lúpus (nas formas sistêmica e discóide), artrite reumatóide, doença de reiter, Síndrome de Sjogrem, amiloidose, cervicalgias, dorsalgias, lombalgias.

Sistema Genito-Urinário: impotência; coadjuvante na infecção urinária, cólica nefrética; coadjuvante em orquite aguda e crônica; coadjuvante em prostatite, distúrbios menstruais (alterações de ciclo, hemorragias, amenorréia, dismenorréia); coadjuvante em anexites e miometrites, alterações benignas da mama, miomas, dor pélvica crônica, leucorréias persistentes, hipoalgesia da dor de parto, indução de trabalho de parto, náuseas e vômitos da gravidez, parto prematuro. Oncologia: coadjuvante, diminuindo a dor e melhorando as condições do sistema imunológico.

Sistema Circulatório: hipertensão arterial essencial, arritmias supra-ventriculares; coadjuvante nas varizes de membros inferiores.

Sistema Respiratório: asma, bronquite, infecção de vias aéreas superiores, enfisema pulmonar, amiloidose pulmonar; coadjuvante nas infecções agudas e crônicas.

Sistema Digestivo: dispepsias, esofagite de refluxo; coadjuvante em úlcera péptica e gastrite; coadjuvante em moléstia de Crohn e retocolite ulcerativa; coadjuvante em diarréias agudas e crônicas; coadjuvante em hepatites, sintomático na cólica biliar.

Sistema Nervoso: diminuição de memória, cefaléias, ansiedade, depressão; coadjuvante nas patologias degenerativas como esclerose múltipla, esclerose lateral amiotrófica, miastenia gravis, acidente vascular verebral (AVC). Sistema Endócrino: hipotireoidismo, hipertireoidismo, alterações de ciclo menstrual.

bottom of page